Relato: Controle de tráfego com HTB e Iptables – Latinoware 2007

Relato: Controle de tráfego com HTB e Iptables – Latinoware 2007

Nesta palestra foi abordada a utilização dos softwares HTB e Iptables para realização de QoS em redes corporativas. O processo consiste na criação de regras para consumo de recursos de comunicação (links de internet) afim de evitar que o tráfego de informações mais importantes seja prejudicado pelo tráfego de informações menos importantes, através da definição de classes e prioridades (disciplinas do HTB), as quais são utilizadas mediante redirecionamento do tráfego da rede local com o auxílio do IPTABLES.

A explicação foi bem aprofundada e o Prof. Eriberto demonstrou o funcionamento da solução com o auxílio de um vídeo gravado por ele onde são gerenciados dois downloads de arquivos grandes determinando prioridades específicas para cada um deles, o que possibilitou visualizar o funcionamento da solução na prática.

Os conceitos de utilização do HTB são muito simples se comparados com outras soluções similares que eu já conhecia, como por exemplo o CBQ. O uso de QoS em redes corporativas é fundamental afim de economizar recursos e racionalizar a sua utilização, permitindo que todos os usuários sejam atendidos mediante otimização do uso.

Esta sem dúvida foi a palestra que mais gostei no evento.

Site do palestrante (onde inclusive já está disponível o material da palestra): http://www.eriberto.pro.br/

Marcelo Minholi

Marcelo Minholi, atua/atuou como professor, analista de sistemas, programador, desenvolvedor web, administrador de redes e consultor técnico. Graduado em Ciência da Computação, especialista em Ciência da Computação e mestre em Tecnologias de Informação e Comunicação na Educação.

3 Comentários

Eriberto Publicado em8:29 pm - nov 20, 2007

Ohhh… Thanks!!!!

RodrigoMenezes Publicado em11:22 am - nov 22, 2007

Onde consigo mais informações?

Marcelo R. Minholi Publicado em12:53 pm - nov 22, 2007

Acho que o site do Eriberto é um bom ponto de partida Rodrigo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.